Portal Apóstolas-PR
Av. Visconde de Guarapuava, 4747
Batel
Curitiba - PR
CEP: 80240-010
Fone: (41) 3112-1400
Institucional
Apóstolas-Identidade
 

Identidade Carismática da Apóstola


    O amor ao Coração de Cristo é o centro da vida mística, ascética e apostólica das filhas de Madre Clélia Merloni.

     A devoção ao Coração de Jesus é vivida pela Apóstola, na sua dimensão mística, como relação de amor, que tem as suas origens na experiência da caridade de Cristo e no seu empenho pessoal em retribuir este amor.
    Como Apóstola do Amor, ela se deixa atrair pelo Coração de Jesus vivo e presente na Eucaristia. A Celebração Eucarística é o centro da sua vida, em torno da qual a comunidade inteira se une num só coração e numa só alma.
A Apóstola é convidada a confrontar-se com a Palavra de Deus na Sagrada Escritura; a alimentar-se na oração comunitária e pessoal; a cultivar uma intensa devoção eucarística e mariana.

    Apóstola Reparadora
    A Reparação é para a Apóstola participação ativa no plano Redentor de Cristo.
A realidade do pecado do mundo e da própria infidelidade e inconstância sensibilizam a Apóstola a ter um coração reparador, que toma sobre si todos os sofrimentos da Igreja e da humanidade e os apresenta ao Pai na oração, da qual recebe a força para reparar a indiferença e a ingratidão de muitos, diante do sacrifício redentor de Cristo, que nos amou e se deu a Si mesmo por nós.

Ela colabora com a Igreja na construção da civilização do amor, sobre as ruínas provocadas pelo egoísmo, pelo ódio, pela violência, abrindo horizontes de esperança, de justiça e de paz, sobre o futuro da humanidade.

    Apóstola como os Apóstolos
    Escolhendo o título de “Apóstolas”, Madre Clélia quis suas filhas animadas pelo mesmo ardor dos Apóstolos: “Aprendamos a ser Apóstolas não só de nome, mas segundo o espírito dos Apóstolos”. Ela desejava que as suas filhas levassem a todos os povos, nas diversas realidades sociais, a palavra que ilumina, a fé que salva, o exemplo que convence, o sacrifício de si mesmas que redime, o amor que jorra do próprio Coração de Cristo.
Última atualização em 10/06/2007